JOÃO CAVALCANTI

João Cavalcanti tem, desde que nasceu, uma relação intensa com a música. Quando criança emprestou sua voz a discos infanto-juvenis e jingles publicitários, que o levariam a gravar com Roberto Carlos. Anos mais tarde, ingressou na faculdade de Jornalismo – que viria a completar em 2002, pela PUC-Rio. Foi lá que formou, aos 18 anos, a banda Rodagente, que se propunha a fazer convergir música regional com guitarras e arranjos próximos ao rock.

Em 2001, ansioso por aproximar-se do universo do samba, ajudou a fundar o Casuarina, que lhe proporcionou o prazer de dividir o palco com grandes nomes da música brasileira, entre eles seu pai, o cantor e compositor Lenine, além de Alcione, Arlindo Cruz, Baby do Brasil, Beth Carvalho, Dudu Nobre, Elza Soares, João Bosco, Maria Rita, Moska, Roberta Sá, Sandra de Sá e Zélia Duncan, entre outros.

Antes mesmo de lançar pela gravadora Biscoito Fino o CD de estreia, "Casuarina" (2005), o grupo fez sua primeira turnê na Europa, em junho e julho de 2004. O segundo álbum, "Certidão", saiu em 2007 também pela Biscoito Fino. Ambos foram indicados ao Prêmio TIM de Música, na categoria Melhor Grupo de Samba, e "Casuarina" recebeu o Prêmio Rival Petrobras, na categoria Melhor Grupo Musical. Em 2009, o Casuarina lançou seus primeiros CD, DVD e Blu-ray ao vivo, com a chancela da MTV, após assinar contrato com a Sony Music. No mesmo ano o grupo embarcou para a segunda turnê na Europa, com shows na França, Espanha, Eslovênia e Suécia.

A terceira turnê pela Europa aconteceu em 2010, para o lançamento do "MTV Apresenta: Casuarina" – com direito a uma esticadinha em Israel. Por este trabalho, veio a terceira indicação e o primeiro "Prêmio da Musica Brasileira" recebido, como Melhor Grupo de Samba. O trabalho também recebeu o DVD de Ouro, pela vendagem acima de 25 mil cópias. Em 2011, além de visitar Cuba e Angola, o Casuarina lançou seu quarto disco: "Trilhos / Terra Firme" (Warner Music), que conta com sete canções inéditas compostas por João e, em 2013, lançou o DVD "Casuarina: 10 Anos de Lapa", gravado sob os Arcos da Lapa, bairro fundamental para a carreira do grupo e de sua geração. Também em 2013, o Casuarina fez sua primeira turnê nos Estados Unidos, tocando em NY e no Kennedy Center, em Washington DC.

Em 2014 o DVD "Casuarina: 10 Anos de Lapa" foi indicado ao Prêmio da Música Brasileira e João Cavalcanti foi um dos artistas que cantaram na premiação. Após embarcar para turnê de um mês por Europa, Canadá e Estados Unidos – com direito a uma apresentação lotada no Lincoln Center – o Casuarina apresentou-se na conferência mundial TEDGlobal 2014, no Rio de Janeiro. Em novembro deste mesmo ano lançaram o CD "No Passo de Caymmi", uma homenagem pelo centenário de um dos maiores artistas da música brasileira. O sexto trabalho da carreira do Casuarina levou o quinteto à sexta indicação consecutiva ao Prêmio da Música – dessa vez, na categoria Melhor Grupo de MPB. Com este trabalho o grupo excursionou de fevereiro a abril de 2016 pelo globalFEST, nos Estados Unidos e Canadá, com mais de 30 shows realizados. Em junho de 2016 o grupo Casuarina lança seu sétimo trabalho, inteiramente autoral: "7".

João foi finalista do Concurso Nacional de Marchinhas por dois anos seguidos: em 2007 a "Marcha da Descompostura" recebeu o segundo prêmio e em 2008 "Maria do Cabelo Bom" foi a terceira melhor marchinha do país, em eleição realizada ao vivo pelo programa "Fantástico", da Rede Globo. Em 2010, João tornou-se jurado do concurso. Também participou do júri do Prêmio da Música Brasileira por quatro anos.

Mesmo durante o tempo em que não tocava, João sempre compôs. Esse universo íntimo que não tinha voz através do Casuarina começou a vir à tona a partir de "Placebo", disco de estreia de sua carreira solo, em 2012, produzido por Plínio Profeta. O repertório, multifacetado e rico em ritmos e temáticas, passa por rock, tango, funk, frevo, valsa e pelo samba, que o projetou nacionalmente como uma das vozes do Casuarina. O segundo trabalho solo está em fase de produção e, enquanto não fica pronto, João faz shows em duo com Marcelo Caldi. O formato minimalista piano-e-voz – ou sanfona-e-voz, em algumas músicas – expõe de maneira sensível e direta as canções, todas autorais.

Em 2013, a convite do portal Movimento Down, João assinou a direção artística e a produção musical de "Toda Cor", disco que reuniu Ney Matogrosso, Zeca Pagodinho, Tulipa Ruiz, Pato Fu, Elza Soares e João Gordo, entre outros artistas, para chamar atenção para pautas como a inclusão dos indivíduos com a Síndrome de Down e para a necessidade de se respeitar as diferenças. O CD foi lançado em dezembro de 2014.

AGENDA

Em breve

DISCOGRAFIA

No 1 passo de Caymmi (2014)
  • 1- Suíte dos pescadores (vinheta)
  • 2- Você já foi à Bahia?
  • 3- Peguei um ita no Norte
  • 4- Saudade da Bahia
  • 5- Dora
  • 6- Maricotinha (vinheta)
  • 7- É doce morrer no mar
  • 8- O bem do mar
  • 9- Lá vem a baiana
  • 10- O que é que a baiana tem?
  • 11- Requebra que eu te dou um doce
  • 12- João Valentão
No 2 passo de Caymmi (2014)
  • 1- Suíte dos pescadores (vinheta)
  • 2- Você já foi à Bahia?
  • 3- Peguei um ita no Norte
  • 4- Saudade da Bahia
  • 5- Dora
  • 6- Maricotinha (vinheta)
  • 7- É doce morrer no mar
  • 8- O bem do mar
  • 9- Lá vem a baiana
  • 10- O que é que a baiana tem?
  • 11- Requebra que eu te dou um doce
  • 12- João Valentão
No 3 passo de Caymmi (2014)
  • 1- Suíte dos pescadores (vinheta)
  • 2- Você já foi à Bahia?
  • 3- Peguei um ita no Norte
  • 4- Saudade da Bahia
  • 5- Dora
  • 6- Maricotinha (vinheta)
  • 7- É doce morrer no mar
  • 8- O bem do mar
  • 9- Lá vem a baiana
  • 10- O que é que a baiana tem?
  • 11- Requebra que eu te dou um doce
  • 12- João Valentão

MUSICAS

Luna